Ergonomia em Casa: 14 Dicas Para Trabalhar com Conforto

Compartilhe este conteúdo:

ergonomia em casa

Tempo de leitura estimado: 6 minutos

A ergonomia em casa, hoje, faz parte de diversos trabalhadores que escolheram trabalhar desta maneira. Se você se encaixa na tendência atual, está junto com cada vez mais trabalhadores que transformaram seu lar em um escritório para, assim, trabalhar no conforto de casa. Você economiza não só no tempo que levaria para chegar até uma empresa, como também aproveita um grande bônus: pode trabalhar à vontade, da maneira que se sentir mais confortável. É uma maneira de, até mesmo, permanecer trabalhando para uma certa empresa por mais tempo. Funciona muito bem mesmo!

Porém, trabalhar de casa também tem seus lados negativos: não temos a estrutura que um escritório teria, provavelmente. Nem sempre temos uma mesa apropriada, ou cadeira, ou se quer um ambiente apropriado para executarmos nossas tarefas. Ficar à vontade não é tudo, também precisamos garantir que nossa casa possa nos oferecer um local onde possamos nos focar sem perturbações auditivas, visuais ou físicas. É aí que entra a ergonomia em casa!

Ergonomia em Casa: 14 Dicas Para Trabalhar com Conforto 1

Ergonomia em casa: Dicas para trabalhar com conforto

Às vezes, a ergonomia pode custar um pouco. Não sempre, e não se você já tiver um equipamento que tenha alguma flexibilidade “embutida” (como uma cadeira que pode subir e descer com ajuste de altura). No entanto, se você estiver começando do zero ou usando equipamentos dos antigos, talvez seja necessário adquirir alguns equipamentos para melhor trabalhar com ergonomia em casa. E isso leva uma pergunta… quem paga por tudo isso?

Esta é uma grande área que gera dúvidas, pois muitas organizações precisam de funcionários que trabalhem de casa, já que é muito mais barato do que alugar escritórios. Algumas não estão preparadas para fazer o investimento em equipamentos (além de um laptop) para o pessoal. Se a sua organização estiver em dúvida sobre isso, lembre-se de que o empregador ainda é responsável por quaisquer reivindicações de compensação do funcionário que possam surgir fora do trabalho.
É uma verdade difícil de engolir, mas as lesões no trabalho podem custar muito. Ser capaz de trabalhar com ergonomia em casa é uma necessidade real.

De acordo com o Conselho de Compensação de Trabalhadores de Alberta, no Canadá, estudos mostraram que uma reivindicação de síndrome do túnel do carpo em um escritório pode custar até US$ 12.000 para uma empresa! Levando isso em consideração, comprar uma cadeira “ergonômica” (mais sobre isso abaixo) por US$1 mil poderia ser uma solução econômica.

É importante levar em conta que, se você é autônomo ou trabalha para uma startup, uma nova cadeira “ergonômica” pode estar fora do orçamento. Por esse motivo, reunimos dicas ergonômicas simples e baratas que você pode usar hoje.

Ergonomia em Casa: 14 Dicas Para Trabalhar com Conforto 2

Dicas de Ergonomia em Casa que Não Vão Fazer Você Gastar uma Fortuna

  • Embora a altura “padrão” da mesa de escritório seja de 29/74 cm, para a maioria das pessoas isso ainda seria muito alto para gerar conforto. Este é um risco ergonômico que pode causar desconforto no pescoço, ombros e parte superior das costas! Lembre-se, para ser considerado “ergonômico”, precisa se encaixar muito bem em seu corpo.
    Trabalhar com os cotovelos em uma altura neutra (criado quando relaxamos os ombros, dobramos os cotovelos a cerca de 90 graus, braços e ombros devem se sentir muito relaxados) é fundamental para evitar desconforto e até mesmo lesões para trabalhar com ergonomia em casa.
    Portanto, a altura da mesa precisa estar um pouco abaixo dessa altura neutra do cotovelo. Em muitos casos, a altura da mesa “padrão” é alta demais para as pessoas; a altura da mesa é maior do que a altura do cotovelo em repouso/neutro.
    O bom de trabalhar em casa é que você pode projetar uma mesa que esteja na altura correta para você. Você pode instalar uma bandeja de teclado ou até mesmo fabricar uma mesa que possa ser usada em uma posição de trabalho de cotovelo neutra.
Ergonomia em Casa: 14 Dicas Para Trabalhar com Conforto 3
Posição de cotovelo neutra
  • O apoio lombar é o aspecto mais importante de uma cadeira. É a parte inferior do encosto que se curva para fora e é feita para apoiar a curva interna da parte inferior das costas (chamada região lombar). Sua cadeira tem apoio lombar suficiente para que você se sinta confortável? Se não, uma solução simples seria enrolar uma pequena toalha e colocá-la na parte inferior das costas. Isso provavelmente precisará de algumas tentativas para que a manobra possa ser aperfeiçoada.
  • Uma maneira de poder utilizar uma mesa muito alta é levantar a cadeira (se você tiver uma cadeira de altura ajustável) e colocar um apoio para os pés (pode-se usar livros didáticos etc.) abaixo dos pés. Em todos os momentos, seus pés devem estar em firme contato com o chão e, caso contrário, você deve considerar algum tipo de apoio para os pés.
  • Outra maneira de tentar utilizar uma mesa muito alta é alternar entre estar sentado e em pé durante o dia de trabalho. Você não precisa de uma mesa de pé para isso e, se estiver usando um laptop, ele oferece muita flexibilidade (em vez de usar um computador inteiro + acessórios). O ponto principal disto é que você precisará encontrar uma altura de trabalho que seja apropriada para a sua altura de cotovelo neutra (não muito alta ou muito baixa) – também conhecida como um pouco menor que a altura do seu cotovelo quando você está em pé.
    O lado bom é que, para muitos de nós, existem muitas opções para fazer isso quando se trabalha de casa: balcões de cozinha e tábuas de passar roupa + cabides de roupa de cabeça para baixo, são alguns dos mais populares que existem por aí.

E o Uso de Notebooks a Longo Prazo?

Ergonomia em Casa: 14 Dicas Para Trabalhar com Conforto 4

Para muitas pessoas que trabalham em casa, um equipamento padrão é o laptop, mas considere isto: o uso a longo prazo de laptops não é isento de riscos, embora seja uma solução super conveniente de equipamento móvel (e isso dá a você muita flexibilidade para trabalhar fora de casa quando necessário, também). Existem alguns riscos ergonômicos dos quais você deve estar ciente se você usa seu laptop por horas e horas, especialmente se não estiver fazendo intervalos regulares de trabalho:

  • Flexão excessiva e sustentada do pescoço (postura desajeitada no pescoço), resultando em dor e desconforto ao longo do tempo;
  • Posturas inábeis e estáticas da extremidade superior (incluindo ombros e cotovelos) que também podem resultar em dor e desconforto ao longo do tempo; e
  • Inclinar-se para a frente na cadeira para encontrar uma altura de trabalho ou ângulo de visão mais confortável ao digitar e usar o mouse, comprometendo o conforto das suas costas.

É por isso que mencionamos que, às vezes, você não deve evitar custos quando se trata de ergonomia. Se o laptop for seu principal dispositivo de trabalho, você provavelmente precisará comprar alguns equipamentos. E estes seriam: um teclado, mouse e um suporte de laptop/monitor externo. E se você gosta de trabalhar remotamente de outros locais também, provavelmente precisará de um teclado compacto, mouse e um suporte leve para laptop.

Preparação Ergonômica

Ergonomia em Casa: 14 Dicas Para Trabalhar com Conforto 5

Se você quiser reduzir ainda mais o que é preciso para ter uma boa configuração ergonômica, o principal é saber como configurar sua estação de trabalho para que possa se ajustar a você da melhor maneira possível. Isso significa que o que funciona para uma outra pessoa provavelmente não funcionará para você. Em essência, as configurações de quaisquer pessoas precisarão ser ajustadas com precisão para que se ajustem ao usuário.

Afinal, a menos que as pessoas compartilhem perfeitamente um mesmo físico, a mesa de outra pessoa não será apropriada para você! Um empregador possuir algumas maneiras de ajudar nas configurações ergonômicas de seus funcionários, e o for escolheido depende do orçamento disponível.

  • É possível contatar um consultor de ergonomia local que possa instruir seu funcionário após fazer uma avaliação de seu espaço de trabalho, que então seria ajustado e, depois, disponibilizado para o uso do colaborador. O consultor de ergonomia provavelmente poderá fornecer, também, uma lista de equipamentos recomendados para melhorar o conforto e até a produtividade do funcionário. Se for possível comprar equipamentos (como uma cadeira, uma mesa, acessórios para laptop, incluindo um mouse/teclado externo e um suporte para laptop), provavelmente irá gastar um pouco, além dos custos da avaliação pelo profissional em ergonomia.
  • Utilizar recursos on-line também pode funcionar. Existem websites especializados que podem instruir em questão de como criar um ambiente apropriado usando equipamentos ou soluções ergonômicas.

Cadeiras

Se há uma coisa que você não deve “economizar”, são as cadeiras. Na maioria dos casos, não é garantido que seu funcionário possui uma cadeira que fornece ergonomia em casa e que seja totalmente funcional para ser usada até ou mais de oito horas todos os dias. Por experiência, as cadeiras de escritório mais baratas que muitas pessoas já têm em suas casas geralmente podem ser comparadas com um investimento muito menos significativo (no máximo algumas centenas de reais), mas esses tipos de cadeiras são feitas apenas para uso esporádico.

Isso significa que, se a pessoa acabar usando a cadeira todos os dias durante meses ou até mesmo um ano, ela provavelmente irá desgastar a cadeira ou a cadeira irá causar desconforto.

É bom ter em mente que uma equipe desconfortável não é tão produtiva. Em vez de se concentrar no trabalho, eles se irão se distrair tentando ficar confortáveis ​​em sua cadeira ou precisando se levantar mais, que são problemas causados pela falta de ergonomia em casa. E por esse motivo, há muitas pessoas que fazem turnos em sua própria escrivaninha em casa porque suas cadeiras não são tão confortáveis ​​quanto poderiam ser. Ficar mais em pé não é necessariamente uma coisa ruim, mas muito tempo em pé pode levar a dor nas costas e desconforto.

Ergonomia em Casa: 14 Dicas Para Trabalhar com Conforto 6

Pode haver muitas opções quando se está pensando em uma cadeira que irá fornecer mais ergonomia em casa. Abaixo, veja uma lista de critérios sobre o que procurar em uma cadeira de ergonômica. O principal é testar todos os modelos possíveis. Vá até uma loja local. Melhor ainda se você puder emprestar uma cadeira e fazer com que seu funcionário a experimente em seu escritório em casa antes de comprar. Desta forma, você sabe com certeza que tem a cadeira certa para eles e que fez um bom investimento na saúde de sua equipe a longo prazo, fornecendo a ergonomia em casa que é tão necessária.

  • Apoio lombar (parte inferior das costas): O suporte lombar deve ser ajustável sempre que possível; idealmente, o apoio da região lombar deve ser ajustável em altura e pressão. No entanto, a maioria das cadeiras disponíveis hoje provavelmente não terá os dois tipos de ajustes padrão. Normalmente, apenas o ajuste lombar da altura do encosto é integrado e o ajuste da pressão é geralmente um complemento que pode ser incluído.
    Se você tem os recursos, existem muitos resultados positivos com os dois tipos de ajustes nas cadeiras. A ajustabilidade na pressão é geralmente realizada com algum tipo de bolsa de ar que pode ser inflada/esvaziada ou com ajustes de tensão na parte de trás da cadeira.
  • Funcionalidade de inclinação sincronizada (capacidade de alterar todo o ângulo do assento e do encosto; eles se movem juntos como uma unidade): A inclinação sincronizada é uma característica comum para a grande maioria das novas cadeiras atualmente, e geralmente vem com um recurso de flutuação livre que pode ser usado quando a função é desbloqueada. O recurso de flutuação livre transforma sua cadeira em uma cadeira de balanço, onde o assento muda de um tipo de movimento estático para um mais dinâmico. Aqueles que usam essa função tendem a gostar dela.
  • Funcionalidade de inclinação múltipla (capacidade de inclinar e travar o encosto em várias posições traseiras diferentes): A função de inclinação múltipla tende a ser uma opção padrão com o tipo mais alto de cadeiras ergonômicas. Caso contrário, a inclinação múltipla é considerada um “extra” para muitos modelos de cadeira.
    Esta funcionalidade pode custar um pouco mais, mas é um grande valor agregado, pois pesquisas recomendam, agora, que o ângulo de encosto mais ideal para conforto deve ser ligeiramente reclinado (entre 95 e 115 graus) em vez da posição “tradicional” de postura ereta (90 graus). A função multi-inclinação permite que você faça o ajuste e bloqueie-o facilmente no lugar.
    Você pode ter uma inclinação múltipla combinada com sincronização múltipla em uma cadeira, isto geralmente é bastante normal.
  • Ajuste da tensão da cadeira: Ter a capacidade de ajustar a tensão da cadeira também se tornou uma característica padrão nos dias de hoje em cadeiras novas. Esse recurso controla a facilidade com que a função de inclinação sincronizada funciona, bem como o quanto de flexibilidade você pode ter com a função de flutuação livre (também conhecida como cadeira de balanço) da cadeira. Menos tensão significa mais liberdade de movimento quando a função de inclinação sincronizada é desbloqueada.
  • Ajuste de altura do assento: Ajustar a altura da cadeira é completamente normal atualmentem, e já tem sido durante muito tempo. Se sua cadeira não tiver ajuste de altura, é definitivamente hora de comprar uma cadeira diferente (mais nova)! Ter ergonomia em casa é algo a ser levado a sério.
  • Ajuste da profundidade da bandeja do assento: É sugerido um controle deslizante da bandeja do assento para obter o melhor ajuste possível da cadeira. É um recurso comumente ignorado, mas encaixar o assento pode ajudar muito a solucionar o desconforto na região lombar.
    Além disso, se você quiser comprar uma cadeira que será compartilhada entre muitas pessoas, esse recurso ajudará a se ajustar a 90% das pessoas devido à sua capacidade de ajuste de profundidade. Para aqueles que são muito pequenos ou muito grandes, uma cadeira de tamanho padrão provavelmente não será capaz de acomodar o comprimento da coxa, então você pode precisar considerar cadeiras de um tamanho especial. Idealmente, deve haver cerca de 2-3 dedos entre a borda da cadeira e a parte de trás das panturrilhas.
  • Ajustabilidade do apoio de braço: As opções de ajuste do apoio de braço incluem altura, largura e comprimento. Para acomodar o maior número possível de pessoas com um tipo de design de cadeira, os apoios de braço devem ser pelo menos de altura e largura (geralmente podem girar em direção ao usuário). O recurso de comprimento do apoio de braço é um ajuste útil se eles entrarem em contato com a mesa, impedindo que você se aproxime (e fique confortável) do seu trabalho.

Para Concluírmos…

Acima você tem as principais dicas de ergonomia em casa a serem consideradas se você estiver trabalhando em seu lar. Houve alguma coisa que te surpreendeu? Muitos empregadores estão mudando os ambientes para que se adequem às necessidades de seus funcionários. Há mudanças simples que você pode fazer no escritório que não são caras. Estar ciente de como é uma configuração ergonômica “ótima” pode ajudar muito na prevenção do desconforto a longo prazo. Lembre-se, se seu empregado sofrer uma lesão musculoesquelética (como esforço repetitivo) tecnicamente, você (o empregador) seria responsável pela reivindicação de compensação do trabalhador. Acredite, esses tipos de situações podem ser muito caras.

Por isto, invista no bem-estar a longo prazo de seus colaboradores e garanta a segurança da sua empresa e daqueles que trabalham por ela!


Compartilhe este conteúdo:

Adicionar seu comentário

Equipe Especializada

Suporte especializado em Ergonomia - Dúvidas? Fale conosco aqui

Faturamento para Empresas

Faturamento e boleto à prazo para CNPJ

eSocial - adequação

Mix de produtos ideal para adequar-se ao eSocial - Dúvidas sobre sua adequação? Fale conosco