Distúrbio musculoesquelético: como prevenir adequando o local de trabalho

Compartilhe este conteúdo:

Com milhões de pessoas trabalhando em casa – e muitas, possivelmente, de forma permanente após a pandemia do COVID-19 – há um risco considerável de esses trabalhadores sentirem desconforto e desenvolverem um distúrbio musculoesquelético devido a espaços de trabalho domésticos mal configurados e, também, pela falta de movimento.

Embora a dor passageira, o desconforto e até mesmo a dor breve de trabalhar em um computador geralmente não seja um problema sério, é um assunto sério se o desconforto ou a dor for permanente.

O desconforto que se transformou em dor é um sinal revelador de lesão iminente. É importante abordar as causas subjacentes de tal dor, no entanto, antes de chegarmos a este ponto.

Vale a pena prestar atenção a essa dor ou dor em diferentes partes do corpo, uma vez que muitas vezes pode fornecer pistas úteis sobre diferentes problemas com a configuração da estação de trabalho.

Cuidando do corpo: como prevenir um distúrbio musculoesquelético

A resposta para o problema do MSD – sigla para Distúrbio Musculoesquelético – é a prevenção.

A questão então se torna esta: qual é a melhor maneira de prevenir um distúrbio musculoesquelético?

A maneira mais eficaz de prevenir MSDs é executar um processo inteligente de prevenção que seja abrangente por natureza, busca e remove todos os fatores de risco que contribuem para MSDs.

O resultado desse processo é uma cultura de prevenção, melhores métricas de saúde e segurança e trabalhadores mais saudáveis.

Distúrbio musculoesquelético: como prevenir adequando o local de trabalho 2

É uma situação vantajosa para todos!

Então, vamos falar sobre como você pode fazer isso acontecer.

Como prevenir distúrbios musculoesqueléticos

Os distúrbios musculoesqueléticos se formam ao longo do tempo quando a fadiga musculoesquelética de um trabalhador ultrapassa o sistema de recuperação de seu corpo devido à exposição a uma série de fatores de risco de MSD.
Isso cria um desequilíbrio muscular que eventualmente se transforma em um distúrbio musculoesquelético.

Formação de distúrbio musculoesquelético

A melhor maneira de prevenir MSDs é identificar e remover esses fatores de risco.

E como começar esse processo?

Aqui está uma estratégia de prevenção de MSD em três partes para começar bem o seu processo.

Estratégia 1 – Ergonomia

Um forte processo de ergonomia do local de trabalho irá combinar o trabalho com as capacidades e limitações do trabalhador da maneira mais eficiente e produtiva possível.

O processo de melhoria da ergonomia reduz os fatores de risco ergonômicos, como grande repetição de tarefas, esforços intensos e posturas inadequadas repetitivas / sustentadas.

Distúrbio musculoesquelético: como prevenir adequando o local de trabalho 3
O uso do mouse no trabalho é um exemplo de tarefa repetitiva.

Acessórios e ferramentas ergonômicas que podem ser utilizadas no escritório para prevenir e corrigir um distúrbio musculoesquelético são, por exemplo:

  • Um apoio para pés, que é ideal para realizar a adequação da posição das pernas, pés e região lombar enquanto sentado em frente a estação de trabalho. Com a utilização do apoio, o ângulo de posicionamento das pernas, pés e lombar são corrigidos para os níveis corretos mantendo sua postura em 90º, facilitando a circulação sanguínea dos membros inferiores e evitando fadiga muscular e micro-lesões devido ao mal posicionamento;
  • Um apoio para teclado, que mantém os punhos na angulação correta enquanto utiliza o teclado. Isso ajuda a prevenir lesões (longo prazo), fadigas musculares e dores;
  • Um suporte para notebook, que faz a correção da linha de visão do usuário à tela do notebook, aliviando o esforço exercido sobre a região cervical e ajuda a evitar fadiga nas regiões da lombar, nuca e pescoço;
  • Um quebra-quinas, que reduz a compressão dos braços e cotovelos, auxiliando na circulação sanguínea correta dos membros e prevenindo possíveis lesões que podem se agravar com o tempo.
  • E diversos outros acessórios que você encontra aqui!

A dor nos olhos também indica falta de ergonomia! Veja quais são as causas aqui.

Estratégia 2 – Educação e treinamento

Todos em sua empresa têm um papel a desempenhar no sucesso da ergonomia e do processo de prevenção de MSD.

Gerentes, supervisores, engenheiros e todos os funcionários precisam ter as ferramentas e informações de que precisam para ter sucesso em suas funções. O treinamento garante que todos entendam sua função e estejam devidamente equipados para seguir em frente.

Estratégia 3 – Intervenção precoce

A intervenção precoce é uma estratégia proativa para encontrar os primeiros sinais de uma lesão e evitar que aconteça.

Para prevenir eficazmente um distúrbio musculoesquelético, é necessário identificar os fatores de risco de MSD o mais rápido possível para poder removê-los. É disso que se trata a intervenção precoce.

Quando os fatores de risco estão fazendo com que um funcionário experimente os primeiros sinais de um MSD (fadiga, desconforto, dor), é preciso estar alerta sobre isso o mais cedo possível para que possa remover os fatores de risco e ajudar o funcionário a retornar a 100% de saúde com um programa proativo de autocuidado.

A melhor maneira de fazer isso é adquirindo equipamentos e ferramentas que criam a ergonomia necessária para trabalhar da maneira mais confortável possível.

Distúrbio musculoesquelético: como prevenir adequando o local de trabalho 4
Trabalhando com acessórios ergonômicos

Como qualquer outro processo, se você retirar uma parte, as outras partes ficarão mais fracas. O mesmo se aplica ao processo de prevenção de MSD.

Um processo de melhoria ergonômica não é muito eficaz se pessoas mal treinadas são encarregadas de executá-lo.

Educação e treinamento sem um processo de melhoria ergonômica não são muito eficazes.

Para obter os melhores resultados de prevenção, implemente um processo abrangente de prevenção de MSD, incluindo ergonomia, educação e intervenção precoce.

Esta é a única maneira de remover todos os fatores de risco que contribuem para os distúrbios musculoesqueléticos.

A ergonomia e a prevenção de MSD são boas para o seu negócio e para o seu pessoal. É necessário um processo abrangente para identificar e remover todos os fatores de risco que contribuem para os distúrbios musculoesqueléticos.

Sua empresa já adequou o espaço de trabalho para torná-lo mais ergonômico? O que poderia melhorar? Compartilhe com a gente deixando um comentário abaixo!


Compartilhe este conteúdo:

Adicionar seu comentário

Equipe Especializada

Suporte especializado em Ergonomia - Dúvidas? Fale conosco aqui

Faturamento para Empresas

Faturamento e boleto à prazo para CNPJ

eSocial - adequação

Mix de produtos ideal para adequar-se ao eSocial - Dúvidas sobre sua adequação? Fale conosco