Adequação Ergonômica Para Chão de Fábrica

Compartilhe este conteúdo:

adequação ergonômica

De acordo com o Observatório Digital de Saúde e Segurança do Trabalho,  a falta de adequação ergonômica resultou em 3.879.755 acidentes registrados, com CATs e sem CATs, entre 2012 e 2017. Neste mesmo período, foram perdidos 305.299.902 dias de trabalho por afastamentos previdenciários acidentários.

Dentre os acidentes de trabalho que aconteceram nesse período, alguns deles estão classificados como:

  • Corte, laceração, ferida contusa, punctura: 636.411 acidentes;
  • Fratura: 529.360 acidentes;
  • Contusão, esmagamento (superfície cutânea): 476.283 acidentes;
  • Amputação ou enucleação: 33.851 acidentes.

Como pudemos observar, são muitos os profissionais que sofrem acidentes de trabalho, seja na prestação de serviço ou no trabalho em fábricas e empresas. Porém, quando a empresa se preocupa com a ergonomia e as condições de trabalho oferecidas, estas atitudes tendem auxiliar na diminuição desse número.

A ergonomia é o caminho mais seguro e prático para melhorar a situação de trabalho em qualquer ramo, e a presença das adequações ergonômicas é obrigatória em postos de trabalho e na execução de tarefas, afim de evitar problemas maiores de danos à saúde dos colaboradores.

A adequação ergonômica para “chão de fábrica”, neste caso, é um método que ajuda a fornecer mais segurança no dia a dia dos trabalhadores deste meio e previne acidentes, garantindo maior produtividade e qualidade de vida profissional.

A falta de ergonomia ou a existência de um layout inadequado de uma área de produção afeta os movimentos e rendimento dos trabalhadores e consequentemente prejudica a eficiência nos processos de fabricação.

Por exemplo, em uma linha de produção a qual hajam colaboradores que executam suas tarefas em pé a maior parte do tempo, é fundamental a presença do tapete ergonômico antifadiga industrial.

Este tapete deve ser utilizado por pessoas que trabalham em pé em suas jornadas diárias, visto que o corpo humano não foi feito para passar longos períodos sustentando todo seu peso sem as adequações necessárias. Ele é composto por tipos de borrachas especiais com densidades e formatos específicos, voltadas a reduzir o impacto nas articulações, diminuir a fadiga e aumentar o conforto do usuário.

tapete anti-fadiga
Tapete anti-fadiga

É possível que o trabalhador que não utilize este tapete como auxílio em seu dia a dia enfrente problemas circulatórios nas pernas e pés, dores na coluna e lombar com alterações posturais e desgastes das articulações, como a artrose.

Adequação Ergonômica na Prática

Segundo Mark Redfern, Ergonomista do Centro de Ergonomia da Universidade de Michigan, trabalhadores que utilizaram tapetes com adequação ergonômica para chão de fábrica reduziram o nível de fadiga e cansaço em até 50%.

Em determinados segmentos, inclusive, o uso do tapete anti-fadiga é obrigatório. Um exemplo muito claro disso é a indústria têxtil, que possui a certificação da ABVTEX (Associação Brasileira do Varejo Têxtil).

A ABVTEX prega as boas práticas de responsabilidade social e relações do trabalho e exige o uso destes tapetes para fornecer às empresas qualificadas o selo ABVTEX, que comprova a aptidão de uma organização para produzir para grandes marcas do setor.

Não necessariamente uma empresa precisa fazer mudanças para adequar a si mesma para o uso destes tapetes. É possível utilizar tapetes feitos sob medida para o ambiente da organização (conforme layout da fábrica), que são produzidos com encaixes personalizados e acompanha laudo ergonômico emitido por profissional qualificado.

Além da ABVTEX, que fiscaliza apenas uma parcela da indústria trabalhista, o Ministério do Trabalho estabelece regras e diretrizes a partir das Normas Regulamentadoras de Ergonomia (como as NR-10 e NR-17). Seu objetivo principal é garantir a segurança do trabalho no Brasil, preservando vidas e ambientes de acidentes rotineiros, em fábricas e indústrias.

Estas normas e fiscalização buscam promover o bem estar dos trabalhadores, que está diretamente ligado ao sucesso da empresa. Investir em equipamentos de segurança com adequação ergonômica como um todo é algo eficaz para manter o funcionário sempre satisfeito, aumentar a produtividade e valorizar a vida de pessoas e ambientes de trabalho para uma melhor qualidade de serviços e produtos.

Apesar dessa fiscalização e cuidados, ainda vemos muitos acidentes em fábricas e, infelizmente, não é raro vermos casos onde um trabalhador perdeu a vida por conta da falta de segurança. No ano passado, a fabricante Tesla foi alvo de críticas que levaram a uma investigação após constatação de violações de segurança em uma de suas fábricas nos Estados Unidos.

Nesta situação, podemos perceber que não são apenas empresas despreparadas que sofrem com acidentes trabalhistas. Até organizações bem estruturadas podem vir a negligenciar certos aspectos do dia a dia de seus funcionários, e o acúmulo destas ações ocasionam em graves consequências tanto para o trabalhador quanto para a empresa.

É extremamente importante que as empresas deem atenção à aplicação da ergonomia no ambiente de trabalho, seja ele um escritório ou uma fábrica. A adequação ergonômica não apenas auxilia na qualidade do trabalho e bem estar físico do trabalhador, como também afeta positivamente sua produtividade e fornece à empresa uma garantia de que está cumprindo seu dever perante as normas industriais e perante a sociedade.


Compartilhe este conteúdo:

Adicionar seu comentário

Equipe Especializada

Suporte especializado em Ergonomia - Dúvidas? Fale conosco aqui

Faturamento para Empresas

Faturamento e boleto à prazo para CNPJ

eSocial - adequação

Mix de produtos ideal para adequar-se ao eSocial - Dúvidas sobre sua adequação? Fale conosco