Dores no pescoço: será que você tem “pescoço tecnológico”?

Compartilhe este conteúdo:

dores no pescoço

Tempo estimado de leitura: 3 minutos

Já ouviu falar de “Síndrome de visão de computador”? É possível que esteja acontecendo com você!

As dores no pescoço por motivo de “tecnológico” estão se tornando mais proeminentes à medida que os notebooks tornam-se, cada vez mais, nossa principal ferramenta de trabalho, e os smartphones ultrapassam o limite entre casa e trabalho.

Nos últimos anos, o número de pessoas com fortes dores no pescoço disparou. Quanto mais horas você inclinar a cabeça em um dia, maior o risco.

Quão prejudiciais são essas dores no pescoço?

O brasileiro é o que mais passa tempo no celular – gastamos uma média de de cinco horas por dia em dispositivos móveis, e o smartphone é nosso principal meio de acesso à Internet. Muitos, incluindo jovens profissionais, excedem até isso. Não é o telefone que é o problema, mas a postura. A inclinação da cabeça, mais precisamente.

Se você trabalha em um notebook, o risco será muito maior.

Já tem um suporte para notebook? Ele alivia o esforço exercido sobre a região cervical e ajuda a evitar fadiga nas regiões da lombar, nuca e pescoço!

Todo mundo inclina a cabeça, mas mantê-la inclinada por longos períodos é perigoso: inclinar a cabeça por mais de duas horas por dia pode causar fortes dores no pescoço.

Como as crianças agora começam a usar smartphones e tablets em idades mais jovens, o “pescoço tecnológico” está começando a se desenvolver mais cedo na vida das pessoas, e junto vem as dores no pescoço.

No início, você pode sentir fadiga ou rigidez à medida que os músculos do pescoço se esforçam para apoiar a cabeça quando ela é inclinada para a frente.

Se não for tratada, pode se transformar em dor ou até mesmo dores de cabeça e muscular regulares. Isso não é apenas desconfortável, mas afeta sua capacidade de trabalhar.

Um suporte para monitor é uma grande ajuda durante o dia de trabalho.

Em casos particularmente graves, o pescoço tecnológico pode até causar dor irradiada pelo braço, além das dores no pescoço. Isso pode resultar em um nervo comprimido se não for tratado.

Inclinar a cabeça está se tornando tão comum que a maioria das pessoas nem percebe que está fazendo isso. Em alguns casos, as pessoas podem estar tão absortas no conteúdo que consomem, que nem percebem que estão sentindo dores no pescoço ou fadiga.

Com o tempo, isso pode até causar um início precoce de artrite no pescoço.

O que você pode fazer para prevenir o pescoço tecnológico?

Dores no pescoço: será que você tem "pescoço tecnológico"? 1
Fonte: G1

A maioria das pessoas sente que não consegue parar de usar seus notebooks ou dispositivos móveis.

A coisa mais fácil que você pode fazer para se manter seguro é interromper o tempo que passa nos seus dispositivos. Desligue o telefone a cada quinze ou vinte minutos e tente trabalhar com a cabeça erguida. Isso também o tirará da postura inclinada para a frente que a maioria das pessoas costuma usar quando usa o telefone.

Sempre que possível, abaixe os cotovelos e levante o dispositivo até o nível dos olhos.

Quanto mais você inclina, mais força o pescoço.

Uma recomendação importante é implementar uma rotina regular de alongamento.

Se sua cabeça estiver inclinada para baixo, é importante alongar os músculos trapézios de ambos os lados do pescoço e para baixo nas costas.

Todos os seus sistemas musculares estão interconectados, portanto, certifique-se de trabalhar os músculos abdominais também. Ter um núcleo bem desenvolvido já ajuda muito.

Muitas pessoas também se sentam com os ombros arredondados, então certifique-se de fazer alongamentos que abram tudo.

Previna as dores fortes no pescoço para outros também
É importante conscientizar aqueles ao nosso redor. O pescoço tecnológico está afetando uma grande parte da população. Se você é pai ou mãe, limite o tempo que seus filhos passam com smartphones e tablets. Se você é um empregador, dê pausas aos seus funcionários e incentive-os a se alongarem. Isso aumentará o desempenho!

Realisticamente, a educação sobre inclinação da cabeça e dor no pescoço precisa começar nas escolas primárias, assim como a conscientização sobre a mochila.

Por último, nunca ande olhando para o seu telefone! Não é apenas perigoso, mas deixa você muito mais vulnerável a ser roubado ou aproveitado.

A partir daqui, comece a notar sua postura e quanto tempo você passa no celular por dia. É possível que, cuidando melhor de seus hábitos, suas dores no pescoço irão passar e sua qualidade de vida física logo estará muito melhor.

Utilizar um apoio para pés, por exemplo, também ajuda a manter uma boa postura.

Veja, também, outros alongamentos que você pode fazer no trabalho para terminar o dia com menos dores!

Você costuma ter dores durante o trabalho? Deixe um comentário para podermos te ajudar!


Compartilhe este conteúdo:

Adicionar seu comentário

Equipe Especializada

Suporte especializado em Ergonomia - Dúvidas? Fale conosco aqui

Faturamento para Empresas

Faturamento e boleto à prazo para CNPJ

eSocial - adequação

Mix de produtos ideal para adequar-se ao eSocial - Dúvidas sobre sua adequação? Fale conosco