Dor no punho: um problema comum e mais sério do que parece

Compartilhe este conteúdo:

Dor no punho: um problema comum e mais sério do que parece 1

Dores no joelho? Essas podem ser as causas do desconforto no trabalho!

Tempo estimado de leitura: 5-6 minutos

A dor no punho é proveniente dos estresses repetitivos devido a uma estação de trabalho desconfortável, e pode ter efeitos duradouros no local, precisando de tratamento. Essa dor simples e repetitiva pode até ser um precursor da síndrome do túnel do carpo.

Logo de início, já podemos te contar quais são os ajustes ergonômicos simples que podem reduzir ou prevenir a dor no punho.

Causas da dor no punho

  • Obter um mouse externo (caso você utilize um notebook)
  • Teclado externo (com um quebra quinas)
  • Neutralize seus pulsos (utilizando um mousepad ergonômico)
  • Examine sua postura (um apoio para pés ajuda muito)
  • Usar uma almofada de dedo e um teclado / tela sensível ao toque interno pode criar estresse e tensão em seu pulso e dedos. Porém, utilizar um mouse e um teclado externo são soluções rápidas que podem reduzir o estresse e, portanto, reduzir o seu desconforto.

Os pulsos neutros também são cruciais para limitar a dor.
Dê uma olhada em como seus pulsos estão posicionados nesse momento. Eles estão dobrados ou arqueados para trás? Eles devem ser quase planos. Um teclado muito alto também é um dos catalisadores para a dor nesse local. Se sua mesa pode ser abaixada, essa é outra dica que pode ajudar!

A postura é mais uma coisa que está ligada à posição do pulso. Imagine que você tem um barbante amarrado da cabeça ao teto e puxe o barbante. Seus ombros devem estar relaxados e puxados para trás, e os cotovelos dobrados a 90°. O objetivo é combinar essa postura com os pulsos neutros, buscando evitar a dor no punho. Esta posição otimizará sua estação de trabalho e minimizará o risco de lesões.

Síndrome do túnel do carpo

A síndrome do túnel do carpo é a principal forma de dor ergonômica no punho que os trabalhadores de escritório sofrem. A síndrome do túnel do carpo resulta da condutividade alterada dos nervos conforme eles viajam pela articulação do punho, no lado palmar da mão e no punho.

A síndrome do túnel do carpo pode ter várias causas ou fatores contribuintes. Estes podem ser locais (ou seja, no pulso) e distais (mais acima no braço e no pescoço). Vamos ver brevemente ambos e discutir como a configuração ergonômica de sua mesa pode desempenhar um papel importante na prevenção e no tratamento da síndrome do túnel do carpo, minimizando ou extinguindo a dor no punho.

Fatores locais para a síndrome do túnel do carpo

A compressão dos nervos conforme eles cruzam a articulação do punho pode contribuir para a síndrome do túnel do carpo. Esses nervos cruzam o pulso na parte inferior (lado da palma) do pulso. Os seguintes problemas ergonômicos podem contribuir para a compressão do nervo no pulso:

  • Os pulsos cravados na borda da mesa.
  • Os pulsos dobrados em extensão porque o teclado é muito alto.
  • Ter sua cadeira muito baixa em relação à mesa.

Fatores distais para a síndrome do túnel do carpo

Dor no punho: um problema comum e mais sério do que parece 2

Considerando que a síndrome do túnel do carpo é um problema nervoso, qualquer coisa que irrite ou danifique os nervos específicos que cruzam a articulação do punho tem o potencial de contribuir para a síndrome do túnel do carpo, causando dor no punho.

O principal nervo envolvido nesta dor é o nervo mediano. Este nervo se origina no pescoço. Como tal, a saúde dos seus nervos à medida que deixam a região do pescoço é muito importante.

A relevância para a ergonomia da sua estação de trabalho é que se ela estiver mal configurada ou se você estiver sentado com uma postura inadequada, aumenta o risco de colocar tensão desnecessária nos nervos à medida que saem do pescoço.

Se as regiões do pescoço e dos ombros forem submetidas a um estresse excessivo e desnecessário, como resultado de uma ergonomia deficiente, há uma chance maior de que os nervos nessas áreas sejam afetados adversamente.

É importante notar que esses nervos são contínuos do pescoço aos dedos. Como tal, qualquer irritação ou dano aos nervos na região do pescoço ou ombro pode levar a condutividade nervosa alterada no pulso (“pode”, porque nem todo mundo com ergonomia pobre desenvolverá a síndrome do túnel do carpo).

Dores no nervo ciático também são comuns para trabalhadores. Já conhece as causas e o que fazer?

O que fazer a respeito?

Existem várias coisas que podem ser feitas de uma perspectiva ergonômica para ajudar com a síndrome do túnel do carpo:

Localmente

  • Colocar uma quebra-quinas entre o teclado / mouse e a borda da mesa.
  • Garantir que o teclado não seja elevado demais.
  • Garantir que seu assento esteja na altura correta.

No ambiente

Garantindo que sua estação de trabalho seja ergonomicamente amigável, prestando atenção especial à altura da cadeira, ângulo do encosto, altura da tela e se você precisa de um apoio para os pés.
Faça uma massagem se sentir tensão nos ombros e na região do pescoço.

Se você sentir que precisa, tente fazer exercícios que podem ajudar com a dor.

Em caso de dúvida ou se você desenvolveu a síndrome do túnel do carpo, sua melhor aposta é sempre consultar um fisioterapeuta ou fazer uma avaliação ergonômica.

Busque seguir as nossas dicas e analise se suas dores melhoraram. As vezes, a solução é muito simples!

Caso o problema continue, é sugerido buscar um especialista para encontrar a melhor solução para você.

Você costuma ter dor no punho enquanto trabalha? Comente!


Compartilhe este conteúdo:

Adicionar seu comentário

Equipe Especializada

Suporte especializado em Ergonomia - Dúvidas? Fale conosco aqui

Faturamento para Empresas

Faturamento e boleto à prazo para CNPJ

eSocial - adequação

Mix de produtos ideal para adequar-se ao eSocial - Dúvidas sobre sua adequação? Fale conosco